Buscar
  • JULIANE FERREIRA

Pesquisa indica tendência por busca de equidade de gênero nas empresas do setor

Atualizado: 15 de fev.

Publicação que será lançada pela Rede Mulher Florestal no dia 15 de fevereiro traz radiografia da temática de gênero no segmento


No próximo dia 15 de fevereiro, às 16h, a Rede Mulher Florestal apresenta o resultado da nova edição do Panorama de Gênero do Setor Florestal 2021 em evento transmitido pelo YouTube. A pesquisa realizada no ano passado contou com a participação de 41 empresas respondentes, 14 a mais em comparação com a edição anterior. Além disso, os dados foram segmentados por setor de atuação: plantações florestais (pinus, eucalipto, teca e outros) e manejo de florestas nativas, com a inclusão da área industrial de forma consolidada.


O resultado é um documento com dados de mais de 90 mil pessoas que atuam no setor florestal, envolvendo informações sobre diferenciação salarial por gênero, levantamento de práticas voltadas aos pilares de diversidade, entre outros aspectos ligados ao tema. A publicação retrata ainda as práticas adotadas pelas empresas do setor durante a pandemia da Covid-19.


A pesquisa mostra o aumento da participação feminina no setor, sendo que 89,5% das organizações ouvidas no levantamento estão comprometidas com assuntos relacionados à diversidade e à inclusão, e 86,1% adotam mecanismos confidenciais e eficazes para denunciar e eliminar casos de assédio sexual e discriminação com base no sexo, estado civil, maternidade/paternidade ou orientação sexual.


Na avaliação da presidente da Rede Mulher Florestal, Mariana Schuchovski, apesar dos avanços significativos demonstrados no estudo, ainda há um longo caminho a percorrer. “As empresas estão em busca da implementação das ações para fortalecer sua estratégias em ESG (sigla do inglês que significa Environmental, Social and Governance ou Ambiental, Social e Governança Corporativa), já que um posicionamento positivo dentro dessa abordagem se tornou uma resposta necessária frente aos desafios da sociedade e dos ambientes corporativos. Por isso, a equidade de gênero, como integrante da agenda de diversidade e inclusão, faz parte do pilar social das práticas do ESG que estará cada vez mais presente na agenda das lideranças empresariais, inserida de forma estratégica para os negócios, tanto por meio da adesão às certificações como aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, afirma.


A edição do Panorama deste ano contou com o apoio financeiro da Ibá, Suzano, Arauco e TTG Brasil.


Serviço:

Lançamento Panorama de Gênero do Setor Florestal Data: 15 de Fevereiro de 2022 Horário: das 16h às 17h30 (Horário de Brasília) Transmissão pelo youtube.com/c/RedeMulherFlorestal




187 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo