top of page
Buscar
  • redemulherfloresta

Rede Mulher Florestal realiza Assembleia Geral e apresenta resultados do ano e plano de ação 2023


No dia 22 de novembro, a Rede Mulher Florestal realizou, de forma virtual, a Assembleia Geral 2022, para detalhar o trabalho realizado no ano, o plano de ações para 2023 e o planejamento estratégico 2023-2026. Na ocasião, a entidade lançou também o vídeo institucional, em comemoração aos quatro anos de história da Rede. O encontro contou com a participação de mais de 30 associadas e associados.


As diretoras Fernanda Rodrigues e Bárbara Bonfim Fizeram a moderação da assembleia.

Patrícia Nazário, secretária executiva da RMF, ficou responsável por conduzir a reunião e apresentou os principais trabalhos de 2022, com destaque para as participações no XV Congresso Florestal Mundial e na Assembleia Geral do FSC. Ela também detalhou números importantes da entidade, como a evolução no quadro associativo. Hoje, a Rede conta com 178 associadas pessoas físicas, de 18 estados brasileiros e de outros países, como Austrália, Canadá, Estados Unidos, Finlândia e Holanda; e 23 associadas pessoas jurídicas, entre empresas do setor florestal e de comunicação, associações representativas, consultorias, certificadoras, centros de treinamentos e startups.


Para o futuro, a secretária explicou que, após um amplo debate, a entidade desenvolveu o Planejamento Estratégico 2023-2026 e, a partir dele, o plano de ações para o próximo ano, ambos apresentados e aprovados em Assembleia.


Grupos de trabalho


Os quatro grupos de trabalho da Rede também foram abordados durante a reunião, com um resumo das ações em 2022 e das expectativas para 2023. Conheça abaixo o objetivo de cada um:


- GT Mulheres na tomada de decisão - criado para identificar barreiras à presença de mulheres nos espaços de tomada de decisão e apontar estratégias para melhorar esse cenário;


- GT Igualdade e Empoderamento - idealizado para criar um ambiente de discussão e implementação de ações que promovam igualdade e empoderamento de mulheres;


- GT Educação e treinamentos - desenvolvido para identificar as barreiras para promoção da equidade de gênero, promover capacitações para reduzir esses obstáculos e estimular um espaço de troca de experiências e inspiração;


- GT Maternidade e a mulher no mercado de trabalho - formado para diagnosticar desafios e incentivos à maternidade no mercado de trabalho florestal, gerar conteúdos informativos de conscientização sobre o tema e propor mecanismos de proteção e acolhimento para as mães no ambiente profissional.


Acompanhe o trabalho da Rede Mulher Florestal no site da entidade ou nas redes sociais. O vídeo institucional também já está disponível no canal do Youtube - https://youtu.be/33RGuOFDdp0

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page