top of page

Estatuto, nova Conselheira Fiscal e anuidade: Veja destaques da Assembleia Geral da RMF


Assembleia Geral ocorreu no último dia 27. Confira abaixo os destaques do encontro entre associadas e associados


Associadas e associados da Rede Mulher Florestal (RMF) se reuniram em mais uma Assembleia Geral (AG) no último dia 27, um dos principais eventos da organização para deliberar ações e prestar contas.


Além do grupo ter elegido a próxima associada a ocupar o cargo no Conselho Fiscal, encontro também resultou na aprovação de documentos importantes da rede e reajuste na anuidade de 2024.



Conselho Fiscal


A nova conselheira fiscal da RMF é a economista Adriana Nozela, com experiência de 35 anos no mercado corporativo e passagem pelo conselho fiscal do FSC®. Adriana, atualmente diretora executiva do Instituto Pró Manejo Florestal e conselheira do Fórum Florestal da Amazônia, foi eleita entre quatro candidatas também atuantes no setor.


O Conselho Fiscal onde Adriana vai começar a atuar é o coração da saúde financeira da organização. A nova conselheira será responsável por fiscalizar e administrar a parte financeira e contábil da rede, além de contribuir com a gestão patrimonial, opinar sobre os balanços e relatórios de desempenho financeiro, entre outras atividades.



Novo Estatuto e Plano de Ação


Documentos basilares da Rede Mulher Florestal foram submetidos à análise e mudanças durante a AG. O Estatuto da Rede Mulher Florestal, por exemplo, passou por alterações no texto para se adequar a algumas funcionalidades não presentes na versão anterior. A mudança, que foi realizada pelo Conselho Diretor, foi aprovada pelas participantes na AG.


Na mira em 2024, a assembleia também focou na aprovação do Plano de Ação seguindo o planejamento estratégico de 2022-2026. O documento destacou o mérito e continuidade dos Grupos de Trabalho (GTs), um dos principais instrumentos da Rede para engajar o setor florestal na sua missão. Como forma de reconhecer esse empenho, a RMF decidiu investir um apoio financeiro aos GTs a fim de incentivar e viabilizar as suas ações estratégicas, a partir da aprovação do orçamento para 2024.



Reajuste da anuidade


A partir de 2024, as anuidades vão passar por um reajuste para cobrir demandas de custos ligadas à inflação. Pessoas físicas agora vão desembolsar R$109 mensais, enquanto estudantes pagarão uma mensalidade de R$55. Considerando os valores escalonados das associações de pessoas jurídicas, eles podem ser conferidos em tabela abaixo:



<5

R$ 172

jun/19

R$ 571

20-99 funcionários

R$ 2.281

100-499 funcionários

R$ 5.702

500-999 funcionários

R$ 9.123

1000-4999 funcionários

R$ 13.685

>5000 funcionários

R$ 22.808



A AG aprovou os novos custos anuais das associadas e associados, além de desassociações por inadimplência.


40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page